O grupo chinês Wanda ampliou o seu projeto de patrocínio esportivo ao anunciar, na manhã desta quinta-feira (26), um acordo de dez anos com a Iaaf, a Federação Internacional de Atletismo. A partir de 2020, a Diamond League, maior competição mundial da modalidade, passará a ter o nome da marca chinesa, que ainda organizará uma etapa do torneio na China.

Foto: Reprodução / Twitter (@Diamond_League)

Assim, o grupo chinês passa a ter o patrocínio principal de três dos maiores esportes do mundo, já que a empresa está também com a Fifa no futebol e a Fiba no basquete. O valor do patrocínio com a Iaaf não foi revelado, mas Sebastian Coe, reeleito presidente da entidade exatamente nesta quinta-feira (26), disse que o acordo "é o maior da história do atletismo".

LEIA MAIS: Grupo Wanda considera Copa 2018 "divisora de águas" para China

LEIA MAIS: Wanda renova com Fiba e estende apoio ao basquete até 2031

O negócio vai fazer, a exemplo do que aconteceu com o basquete, com que mais competições de atletismo sejam organizadas em solo chinês. O Wanda Sports Group, braço de marketing esportivo do grupo, passará a organizar um evento anual da Iaaf na China a partir do ano que vem. Além disso, a empresa atuará em conjunto com a entidade para desenvolver as categorias de base do atletismo chinês.

LEIA MAIS: CBAt acerta parceria inédita com empresa chancelada pela Iaaf

Outros dois negócios farão com que os chineses tenham maior protagonismo dentro do atletismo. O primeiro é que o Iaaf Gala, evento anual de premiação da modalidade, realizado no mês de dezembro, passará a ser organizado na China. Além disso, o grupo Wanda, por meio da agência Infront, passará a ser o detentor dos direitos de mídia da Diamond League por cinco anos a partir de 2025, desbancando a IMG.


Notícia Wanda Iaaf Diamond League atletismo patrocínio naming rights title sponsor marketing estratégia mercado chinês