A Adidas inaugurou, na última quinta-feira (12), em São Paulo, a Boost Land, um espaço arcade gratuito que levará ao consumidor da marca tudo sobre a tecnologia Boost de uma forma lúdica. Por trás da criação do local, que funcionará às sextas, sábados e domingos até o próximo dia 22 de setembro, está mais um passo da estratégia de running da fabricante alemã que vem, aos poucos, "voltando para as ruas".

LEIA MAIS: De olho no running, Adidas cria espaço arcade Boost Land

Desde que organizou sua última prova proprietária no Brasil, a Boost Endless Run, em 2014, a marca decidiu focar os esforços do setor de corrida de rua no mundo digital, impulsionando as redes sociais e investindo em influenciadores. No segundo semestre de 2017, com a chegada do Adidas Runners, projeto global da marca com a comunidade da corrida, ao Brasil, as coisas começaram a mudar.

Foto: Divulgação / Adidas

"De dois anos para cá, voltamos a olhar para a rua. É ali que o consumidor está. E nós temos que estar onde o consumidor está. Voltamos a perguntar para o consumidor o que ele queria. O Adidas Runners foi um sucesso tão grande por aqui que, hoje, o Brasil tem a maior quantidade do mundo de inscritos no projeto", revelou Laís Bueno, gerente de marca para running e training da Adidas Brasil, em entrevista exclusiva à Máquina do Esporte.

A ideia central da fabricante com o projeto era deixar de investir muito dinheiro em uma única ativação, uma prova, no caso, para espalhar corredores vestindo a marca por diversas cidades e até estados, assim como já era feito em alguns países do mundo.

Com o tempo, porém, muitos dos iniciantes que começaram na corrida com o projeto passaram a correr provas do calendário nacional e até internacional, e começaram a transmitir à Adidas que faltava uma prova proprietária da marca para que eles participassem.

LEIA MAIS: Análise: Gestor esportivo brasileiro parou nos anos 80

"No dia a dia, os corredores brincavam que treinavam com a gente, mas iam correr provas dos outros. Os pedidos para que organizássemos uma prova começaram a ser recorrentes", contou Laís Bueno.

Foi aí que a ideia do retorno de uma prova proprietária passou a "rondar" a estratégia de running da empresa no país. Como a Boost Endless Run havia sido um sucesso em 2014 e a campanha de 2019 da marca é uma espécie de celebração da tecnologia, chegou-se à decisão de fazer uma prova parecida com a de cinco anos atrás. Foi daí que surgiu a Boost Run SP, que será disputada no próximo dia 6 de outubro, na capital paulista.

Após a definição da prova, a Boost Land foi criada para levar a tecnologia Boost para mais perto do público. No espaço, além de brincar de forma lúdica e experimentar os tênis da marca, é possível usar dois totens para visitar a loja on-line e fazer a inscrição para a corrida. Foi a forma de ativação ideal encontrada pela Adidas para promover a prova proprietária, "cereja do bolo" do investimento da marca no setor de running em 2019.

Foto: Divulgação / Adidas


Notícia Adidas Boost Boost Land Boost Run SP corrida de rua running estratégia mercado tecnologia ação ativação marketing