A operadora Vivo teve que lidar com uma crise de imagem nesta quinta-feira (13) graças a uma piada feita em uma palestra interna da empresa. A companhia fazia uma demonstração do sistema de inteligência artificial Aura, e o apresentador resolveu brincar com o número de títulos do Palmeiras. O problema é que o vídeo do evento viralizou nas redes sociais.

O apresentador do evento questionou ao sistema sobre quantos títulos brasileiros teria o Palmeiras, em referência à soma de taças do clube com a definição do Robertão e da Taça Brasil como Campeonato Brasileiro. A Aura estava programada para entrar na brincadeira e não chegou a uma resposta. "Há casos em que a matemática não parece fazer sentido", respondeu no telão do evento.

Foto: Reprodução

O problema foi a reação nas redes sociais. No Twitter, o termo "#BoicoteVivo" foi um dos mais citados em todo o mundo. Com sobras, a revolta dos palmeirenses deixou outros assuntos esportivos em segundo plano, como a vinda do técnico Jorge Sampaoli ao Santos e do meio-campista Ramiro ao Corinthians.

Os torcedores do Palmeiras também inundaram as redes sociais da operadora com pedidos de boicote. Uma publicação da Vivo no Twitter sobre a transmissão da NBA, por exemplo, recebeu uma série de mensagens hostis. No Facebook e no Instagram, o movimento se repetiu, com "hashtags" de "Decacampeão Brasileiro".

O movimento dos torcedores obrigou a empresa a soltar um comunicado oficial para pedir desculpa. "A Vivo informa que o vídeo em questão, retirado de uma apresentação interna da companhia e reproduzido fora de seu contexto, não representa a opinião de seu presidente ou da empresa. A Vivo pede desculpas àqueles que se sentiram ofendidos e reitera seu respeito pela Sociedade Esportiva Palmeiras e seus torcedores", afirmou a companhia, em nota enviada à imprensa.

LEIA MAIS: Análise: Até no esporte "tem hora pra tudo"

Sem nenhuma ligação direta com a empresa, o Palmeiras não se manifestou sobre o caso. Atualmente, a Vivo é patrocinadora da Confederação Brasileira de Futebol, para a seleção brasileira. A relação com o Campeonato Brasileiro, por outro lado, está na mídia. Hoje, a companhia é uma das parceiras da Globo para a transmissão do torneio. O contrato de publicidade foi renovado recentemente para a temporada de 2019 do futebol da emissora carioca.

Entre os clubes, a companhia nunca teve envolvimento. Até 2015, o Palmeiras mantinha aporte da concorrente TIM.


Notícia Palmeiras Vivo vídeo marketing mídia redes sociais boicote desculpa