O que um torcedor de futebol seria capaz de fazer para passar algum tempo ao lado de seu ídolo? Do que ele abriria mão para ter uma relíquia do seu time? 

Essas questões são respondidas de forma simples: a conexão emocional do torcedor com o seu clube é tão forte que gera desejo. Desejo é querer. É vontade, aspiração e expectativa de possuir ou alcançar algo que traga felicidade. 

No futebol, o torcedor é aquele que sente os mais diferentes desejos: o do time ganhar, a vibração pela vitória, o contato com os ídolos, a obtenção de peças de recordação, relíquias de uma conquista e a formação de uma nova geração de torcedores por meio de seus filhos e netos. 

Um grande exemplo é o Corinthians com seu Programa de Fidelidade, o Loucos por Pontos. O Timão, gigante paulista com mais de 30 milhões de torcedores, além de seu Programa Fiel Torcedor, conseguiu elaborar uma estratégia para atingir a grande massa. O Loucos por Pontos é gratuito e pode ser utilizado por toda torcida, oferecendo experiências memoráveis com os ídolos, itens autografados, relíquias históricas, além de produtos licenciados.


Ação do Louco por Pontos, programa de fidelidade para o torcedor corintiano / © Divulgação 

A experiência da entrada do filho em campo é sempre das mais concorridas. Puramente emocional e desejo da maioria dos torcedores (muitas vezes mais dos pais do que dos filhos), perpetuando uma geração de torcedores.

Posso afirmar com toda certeza que o torcedor prefere um artigo autografado por um ídolo do seu time em vez de trocar seus pontos por passagens aéreas. É a emoção de um desejo realizado que o move. 

Esse conceito tem um nome no marketing esportivo: “fãdelização”, um passo além da fidelidade usual, uma vez que envolve a utilização do conteúdo emocional para criar um ciclo de consumo e satisfação entre torcedores, clubes e parceiros comerciais. 

A estratégia do clube se mostra versátil, pois funciona na ativação de parcerias e patrocínios, enquanto aproxima os torcedores e fortalece o sócio-torcedor com benefícios exclusivos. O principal ingrediente dessa receita, no entanto, é mesmo a paixão do torcedor, que chega a seu ápice ao realizar um de seus desejos por meio do programa. E paixão, como todos sabem, não tem preço.

Desejo e futebol, futebol e desejo... Inseparáveis.

Humberto Pandolpho Jr. é consultor estratégico do Banco de Pontos Fidelidade, graduado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP), pós-graduado em Marketing e Comunicação pela FGV-SP e possui MBA em Gestão pelo Michigan Institute For Educacional Management. Foi vice-presidente do Grupo Pepsico (Elma Chips), presidente da Pizza Hut Latin America e presidente da Cervejaria Kaiser


Notícia Marketing Gestão Corinthians Loucos por Pontos