O Vasco anunciou o fim do acordo de fornecimento de uniforme que tinha acertado, há dois anos, com a Diadora. Até o final do Estadual do Rio a marca de origem italiana seguirá como fornecedora do uniforme vascaíno, que depois deve migrar para a Kappa, outra fabricante originária na Itália.

O fim do vínculo com a Diadora era um desejo da diretoria vascaína desde o início de sua gestão, ainda em 2019. A justificativa era de que o clube tinha um acordo ruim, já que precisava pagar pelos uniformes que utilizava e não tinha garantia mínima de faturamento. Como o contrato tinha multa rescisória decrescente, o Vasco esperou dois anos para encerrar o negócio, que era válido até dezembro de 2020.

O clube, agora, deve migrar para a Kappa, que no decorrer de 2019 assinou com o Botafogo. O modelo de negócios com o novo fornecedor, porém, não deve mudar muito, segundo apurou a reportagem da Máquina do Esporte. O Vasco seguirá como uma espécie de sócio, sem ter um valor mínimo pago pela nova fornecedora de material esportivo.

Em nota, o Vasco confirmou a mudança de fornecedor, mas ainda não deu detalhes sobre a chegada da Kappa.

"Em breve, o clube anunciará o nome da nova marca responsável pelo fornecimento de material esportivo. Desde já, ficam nossos agradecimentos à Diadora pela relação comercial e dedicação na tentativa de entregar o melhor produto para o clube e torcida ao longo dos últimos dois anos", disse o clube por meio de um comunicado.


Notícia Patrocínio Marketing Diadora Kappa Botafogo Vasco