Uma semana após divulgar a criação de sua primeira prova proprietária no Brasil, a Under Armour apresentou oficialmente a UA Knockout Run nesta terça-feira (8), em um evento no Museu da Casa Brasileira, em São Paulo. A corrida será disputada por 160 atletas amadores convidados no dia 24 de novembro, no Autódromo Velo Città, em Mogi Guaçu (SP).

LEIA MAIS: Under Armour investe no running com prova proprietária inédita

Além de uma apresentação aos competidores sobre o formato de disputa, o evento contou com um bate-papo sobre performance esportiva comandado pelo jornalista e triatleta Bruno Vicari. O apresentador dos canais ESPN recebeu Allan Menache, preparador físico dos campeões mundiais de surfe Gabriel Medina e Adriano de Souza, o "Mineirinho", e Alexandre Barros, ex-piloto da Moto GP. Acostumados a competições com características parecidas às da UA Knockout Run, os dois interagiram com os convidados, deram dicas e responderam perguntas.

Foto: Divulgação / Under Armour

"Antes de cada corrida, eu percorria o circuito correndo a pé para chegar mais preparado na hora da prova. Os competidores da UA Knockout Run não terão essa oportunidade, mas com certeza quem estudar melhor o circuito, as curvas e a altimetria chegará mais confiante para a prova. Além disso, numa prova como essa, saber entender o momento do adversário é fundamental. Se sentir que ele está cansado, que perdeu confiança, é hora de acelerar e ganhar a posição", comentou Alexandre Barros.

"Em uma prova como essa, vai vencer não só quem tiver o melhor preparo físico mas sim o melhor preparo mental e a melhor estratégia. Cada intervalo de bateria será um teste para todos, assim como é no surfe. Será uma novidade para todos, e toda novidade exige uma preparação específica. Um surfista do nível do Medina, por exemplo, sabe dosar suas manobras nas primeiras baterias para chegar fisicamente mais preparado nas etapas finais de cada competição", destacou Allan Menache.

O formato da prova demonstra o foco da Under Armour no running e, mais do que isso, na performance dentro do esporte que mais cresce em praticantes no país. Acostumados a correrem apenas contra o relógio, os competidores terão que disputar posições "ombro a ombro" com os adversários na pista. Serão seis baterias eliminatórias de 3,5k, o que totalizará, para quem for até o final, 21k, ou seja, uma meia maratona.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

E você pensou que já tinha visto de tudo sobre corrida de rua. Vem aí a #UAKnockoutRun. 21k | 6 rounds | 1 race track

Uma publicação compartilhada por Under Armour Brasil (@underarmourbrasil) em 9 de Out, 2019 às 12:09 PDT

Dessa maneira, a Under Armour cria uma espécie de "mata-mata" na corrida de rua, uma configuração inédita para o esporte no Brasil. No final, o homem e a mulher que se sagrarem campeões da prova terão um ano de patrocínio da marca americana e poderão usufruir de tudo que quiserem em produtos e treinamentos.

O próximo encontro dos 160 atletas será no dia 5 de novembro, na pista de atletismo do Estádio Ícaro de Castro Melo, no Ibirapuera, em São Paulo, para uma etapa de qualifying. Os competidores correrão duas baterias de 1.200 metros e terão o tempo das duas somados.

Os 52 homens e 52 mulheres com o menor tempo somado estarão automaticamente garantidos na prova. Os demais terão que disputar uma repescagem no próprio dia 24 de novembro, no Autódromo Velo Città, para que oito deles voltem à briga e se juntem aos demais em busca do troféu.

Bruno Vicari, Allan Menache e Alexandre Barros protagonizaram bate-papo no evento em São Paulo (Foto: H. Neto / Fractal Fotografia Esportiva)


Notícia Under Armour Under Armour Knockout Run corrida de rua running prova proprietária estratégia mercado marketing esportivo