O Tottenham encerrou o patrocínio de vários milhões de libras que tinha com o 1xBet, parceiro oficial de apostas do clube na África. A decisão foi tomada após o "Sunday Times" ter revelado que a empresa cometeu várias violações, como apostas em esportes infantis, publicidade em sites ilegais e transmissões ao vivo de brigas de galo. 

A Gambling Commission, órgão regulador do jogo no Reino Unido, havia alertado o próprio Tottenham, além de Liverpool e Chelsea, que ainda são parceiros do 1xBet, de que poderiam ser punidos por fazerem publicidade da marca. De acordo com o órgão, os clubes podem receber "multas ilimitadas" e "até um ano de prisão". Na Espanha, o Barcelona também tem acordo com o site de apostas.

Foto: Reprodução / Twitter (@SpursOfficial)

"Escrevemos recentemente ao Liverpool FC, Chelsea FC e Tottenham Hotspur FC para lembrá-los de que as organizações envolvidas em patrocínios e acordos de publicidade associados a um operador não licenciado podem ser processados pelo crime de anunciar jogos ilegais", afirmou a Gambling Commission, em nota.

Enquanto o caso se desenrola, a empresa russa decidiu retirar qualquer propaganda para o Reino Unido. "Levamos muito a sério a alegação de que a marca do 1xBet foi promovida em sites proibidos, o que é estritamente contra nossas políticas, e lançamos uma investigação. À espera do resultado, acreditamos que é responsável suspender temporariamente nossa atividade de publicidade no Reino Unido", disse o site, também em nota.

Esta é a primeira vez que ocorre uma grande intervenção da Gambling Commission no futebol inglês em meio a uma crescente preocupação com o número cada vez maior de empresas de jogos de azar envolvidas no futebol, principalmente em patrocínios de camisas. Atualmente, mais da metade das equipes da Premier League possuem o logotipo de algum site de apostas on-line estampado no uniforme.


Notícia Site de apostas 1xBet Tottenham Chelsea Liverpool marketing patrocínio parceria jogos de azar gestão mercado Gambling Commission