Dirigentes estendem faixa de Tóquio 2020

O Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio 2020 divulgou investimento de € 363 milhões (R$ 1,196 bilhão) em infraestrutura fora da capital japonesa especialmente para a Olimpíada. Segundo os dirigentes, esse valor ainda pode sofrer alterações.

Entre os espaços que passarão por reforma está o estádio Hitomebore, em Miyagi, e o Sapporo Dome, na ilha de Hokkaido. Haverá também gastos em Saitama, com a construção do campo de golfe de Kasumigasekin, da Saitama Super Arena (basquete), do estádio de Saitama (futebol) e da Asaka Shooting Range (tiro esportivo). O comitê também irá desembolsar € 416 milhões (R$ 1,371 bilhão) para transformar a Vila Olímpica em um novo bairro.

Anteriormente, os organizadores é que assumiriam todos os custos com os Jogos, mas isso não irá ocorrer mais. Os dirigentes pediram um socorro ao governo federal e municipal de cada instalação para que ajudem a bancar os custos das instalações temporárias.

Também haverá cortes nos eventos de promoção dos Jogos a pedido do COI (Comitê Olímpico Internacional). “Nos disseram que há muito espaço para cortes”, afirmou Hiroshi Sato, subdiretor geral de Tóquio 2020. 


Notícia Tóquio 2020 Olimpíada Custos Orçamento