A Nike teve baixa nas ações de Nova York após um incidente na Liga de Basquete Universitário. O astro do time de Duck saiu de quadra machucado após seu tênis, a marca americana, rasgar; a sola do calçado descolou com um movimento do jogador.

No dia seguinte, na quinta-feira (21), as ações da companhia caíram em 1%, a segunda maior queda da companhia deste ano. O número parece baixo, mas representou US$ 1 bilhão em valor de mercado para a Nike.

O entrevero aconteceu em uma partida que teve destaque na mídia americana, entre Duke e North Carolina. E a vítima foi o astro do evento, o pivô Zion Willliamson, logo no primeiro minuto do jogo. O atleta saiu machucado, visivelmente irritado com o calçado da Nike.

A empresa americana se posicionou sobre o caso: “A qualidade e o desempenho de nossos produtos são de extrema importância. Embora seja uma ocorrência isolada, estamos trabalhando para identificar o problema”.

Dentro do basquete, a Nike já havia sido questionada sobre a qualidade de seus produtos. Na primeira temporada após a NBA trocar a Adidas pela empresa americana, alguns casos de camisas rasgadas irritaram jogadores e torcedores.

O caso também repercutiu entre as empresas concorrentes da Nike. A Puma chegou a publicar no Twitter que a falha no tênis não teria acontecido se fosse com um calçado da marca alemã. A companhia apagou a mensagem pouco tempo depois.


Notícia Nike Basquete