Passada a euforia pelo lançamento da grife SAO Store, o São Paulo volta suas atenções para o desenvolvimento de um novo projeto, que terá como foco seus torcedores mirins e cidadania. Batizada de ?Torcedor do Futuro?, a ação destinará um setor próprio do estádio do Morumbi para garotos com idade entre 8 e 14 anos em jogos do São Paulo contra times de menor torcida. A temática do espaço será inspirada em lições de ética, educação, respeito e responsabilidade social. ?Não queremos que seja apenas ilustração audiovisual. Durante as partidas, realizaremos atividades para mostrar que adversário não é inimigo, a import"ncia de se usar o banheiro da forma correta, além de questões essenciais de sustentabilidade, meio-ambiente e tecnologia?, afirma Júlio César Casares, vice-presidente de comunicações e marketing do São Paulo. ?Nosso objetivo é formar uma nova geração de torcedores, cidadã, com noção de respeito ao próximo. Nosso torcedor não vai ser aquele que arruma briga nas estações do metrô. É um trabalho didático-educacional?, completa o executivo. A motivação para o novo trabalho surgiu após a divulgação de uma recente pesquisa do ?Datafolha?, que colocou o São Paulo como a segunda maior torcida do país entre as crianças de 4 a 12 anos, atrás apenas do Flamengo. ?Nosso target, agora, é o torcedor adolescente. Nessa faixa etária, o consumidor é um ser desprovido de dogmas?, diz Casares. Ainda em fase embrionária, o projeto depende de patrocinadores para ser lançado ainda neste ano. As reuniões começaram na última quinta-feira, mas os nomes dos possíveis parceiros não foram revelados. Contudo, a Reebok, fornecedora de material esportivo do clube, já se colocou à disposição para a empreitada. ?A gente sempre faz as coisas com o São Paulo. Em algum momento, esse projeto irá envolver a nossa marca e nós estaremos junto, como sempre. Faz parte da nossa parceria?, destaca Túllio Formícola Filho, diretor de marketing da Vulcabrás, detentora da marca.


Notícia Marketing