O São Paulo anunciou na última quinta-feira um novo contrato de patrocínio com a LG. Na segunda, apresentou os uniformes que vai utilizar na temporada 2009. E depois da notícia oficial e do desfile, cogita uma mudança em sua camisa. Ainda não está confirmada a permanência da rede de lojas Fast Shop nas mangas até o fim do ano. Inicialmente, a Fast Shop está confirmada apenas para os dois primeiros jogos do São Paulo no Campeonato Paulista, contra Ituano (21/01) e Portuguesa (25/01). Para seguir com sua marca nas camisas tricolores depois disso, ainda depende de uma negociação com a diretoria do clube. O centro da polêmica é a participação do São Paulo nesse patrocínio. A diretoria pleiteia fatia maior, mas a LG pretende repassar valor similar ao que era praticado no ano passado. A prospecção de patrocínio para as mangas das camisas é responsabilidade da LG. A empresa fez questão de incluir essa propriedade no contrato depois da parceria entre São Paulo e Habib?s ? havia reclamações sobre o tamanho da logomarca do restaurante e o fato de não haver ligação estratégica entre os parceiros. Com a Fast Shop, rede de lojas que revende produtos eletrônicos, a LG conseguiu sanar os dois problemas. Além de ter incluído nas camisas do São Paulo uma marca com a qual tem alinhamento de diretrizes, a mudança na marca propiciou reforma estética. Para manter a Fast Shop, contudo, o São Paulo espera receber mais. E a LG só cogita aumentar o montante repassado ao clube se obtiver uma receita maior da rede de lojas. Tudo isso deve ser decidido até a próxima semana. ?Ainda estamos conversando sobre isso. A discussão sobre a marca que vai estampar as mangas é com a LG, mas temos algumas questões para alinhavar sobre a participação do clube?, confirmou Adalberto Baptista, diretor de marketing da equipe tricolor. Até o fim do ano passado, a LG pagava R$ 16 milhões para estar no uniforme do São Paulo. A empresa e o clube renovaram por valor muito similar ? cerca de R$ 2 milhões a mais, apenas por correção relativa à inflação. Esse montante dá à empresa o direito de explorar toda a camisa tricolor.


Notícia Patrocínio