A classificação da Croácia para a semifinal da Copa do Mundo parece ter pegado de surpresa a própria seleção. Com o time entre os quatro finalistas, o interesse da imprensa estrangeira pela equipe aumentou sensivelmente, o que é mais do que normal também pelo fato de que restam poucas seleções a serem cobertas pela mídia na Rússia.

Foto: Reprodução / Twitter (@FIFAWorldCup)

No treino do time em Moscou, ficou claro que não havia expectativa em precisar abrigar tantos jornalistas. O local ficou tão cheio que muitos acabaram tendo que se sentar no chão. O assessor de imprensa croata brincou, dizendo que ninguém esperava por isso antes da Copa. E, ao final, pediu paciência aos jornalistas que se aglomeravam para ouvir a dupla de ataque Mandzukic e Kramaric.

A Copa de 2018 é a quinta da história croata. O melhor resultado veio exatamente na estreia, quando a seleção do país surpreendeu o mundo, chegou a eliminar a Alemanha e foi até as semifinais. Após ser derrotada com bastante dificuldade pela anfitriã França, que viria a ser campeã, a Croácia ainda venceu a Holanda e terminou na terceira colocação.

Nas outras três Copas que disputou (2002, 2006 e 2014), no entanto, os croatas não conseguiram sequer passar da fase de grupos. Talvez por isso, mesmo com um time recheado de bons nomes, não havia tanta esperança de se chegar tão longe na Rússia.

Com a vaga na semifinal, a seleção já igualou sua melhor campanha. E, agora, quer fazer história. 


Notícia Copa do Mundo Croácia mídia entrevista sucesso jornalistas estrangeiros gestão imprensa