Caption

Há algumas semanas, a negociação ente NBB e NBA vazou na imprensa. Na quinta-feira, no anúncio da próxima temporada do torneio brasileiro, os dirigentes da Liga Nacional de Basquete tiveram que esfriar os ânimos de torcedores que esperavam por novidades.

O presidente da Liga, Cássio Roque, confirmou as informações, mas diz não ter avanço de fato. “As conversas entre NBA e NBB ocorrem há muito tempo, mas não há nada objetivo, nada concreto”, afirmou.

À Máquina do Esporte, o gerente executivo da LNB, Sérgio Domenici, afirmou que há pouca informação porque não há acordos determinados por ora. “Será uma troca de know how, mas nem mesmo como isso acontecerá  está definido”, afirmou.

A possibilidade vigente é da NBA assumir a gestão do NBB, em troca de um valor fixado. A liga americana passaria a fazer algo semelhante ao que a Globo faz atualmente com a liga de basquete.

No último ano, a NBA já havia auxiliado o NBB em questões financeiras. Agora, o projeto envolve ajudar a tornar o evento autossutentável. 

No evento desta semana, ficou clara a dificuldade comercial do NBB dentro do cenário brasileiro. Para a temporada 2014/2015, há apenas uma marca garantida. A Spalding será novamente a fornecedora de bolas do torneio.

A liga espera apresentar um novo parceiro ainda no próximo mês, ainda que não haja nada fechado. Até 2012, duas empresas estatais financiavam o torneio: a Caixa e a Eletrobrás. Hoje, o torneio está órfão de um aporte máster. 


Notícia NBB NBA Gestão