Nesta quinta-feira (5), com Chicago Bears x Green Bay Packers, a ESPN dará início à cobertura de mais uma temporada da NFL, a liga de futebol americano dos EUA. Pelo terceiro ano seguido, a emissora é a única na TV brasileira a exibir o torneio. E, mais uma vez, a competição se transforma na maior aposta para crescer em audiência e receita. 

Em sua icônica edição de número 100, a NFL se transformou na mina de ouro da emissora. A especialização da ESPN na cobertura dos esportes americanos tem se refletido no aumento da audiência durante a transmissão e, naturalmente, na venda de pacotes de publicidade voltados exclusivamente para o evento.

Foto: Divulgação

Durante a temporada regular, a emissora promete a exibição de sete jogos por rodada, praticamente o mesmo número de partidas que é dado para a Premier League, principal produto de futebol que existe na ESPN. Os jogos irão ao ar às segundas-feiras, quintas-feiras, sábados e domingos. A promessa é de que 130 partidas da temporada estarão nas telas dos canais ESPN, ESPN2 e ESPN Extra.

A aposta na NFL se tornou ainda maior após o crescimento da cobertura em 2018/2019. Na última temporada, a ESPN registrou um aumento de 30% na audiência de toda a sua cobertura da liga. Desse total, 1 milhão de mulheres estiveram sintonizadas nos canais da empresa para ver as partidas da temporada regular.

No Super Bowl, grande decisão do campeonato, a ESPN foi o canal mais assistido da TV paga durante a partida, com audiência 32% superior à edição anterior. No digital, o WatchESPN atingiu a maior audiência de todos os tempos e um crescimento de 40% em relação a 2018. Já o portal ESPN.com.br teve alta de 61% no número de visitantes únicos no dia do jogo, além de crescer 58% no total de pageviews.


Notícia ESPN NFL mídia audiência transmissão cobertura marketing mercado público