A estreia do Campeonato Brasileiro de 2019 foi marcada pela criação de uma espécie de competição "paralela" do Palmeiras, último campeão nacional. A goleada por 4 a 0 sobre o Fortaleza destoou do padrão estético em relação aos outros nove jogos da rodada. E não só por conta de o time ainda não ter o acordo fechado com a Globo na TV aberta e no pay-per-view.

O Palmeiras também não assinou ainda com a SportPromotion o acordo para comercialização das placas de publicidade no campo. Assim, a partida do clube teve exposição de marcas diferentes das dos demais jogos da primeira rodada.

A venda de placas de publicidade pode se tornar o novo embate da equipe alviverde além da disputa com a Globo. No jogo deste domingo (28), o Palmeiras utilizou painéis de LED em todo o Allianz Parque e fez bastante propaganda para serviços próprios, como a loja oficial Palmeiras Store e a TV Palmeiras. Além disso, o duelo no estádio palmeirense serviu para expor as empresas parceiras do clube: Crefisa, Puma e FAM. Outras duas marcas entraram com o patrocínio exclusivo para esse jogo: a empresa de rações para cães e gatos Fórmula Natural e a companhia aérea GOL.

Foto: Reprodução / Twitter (@Brasileirao)

O Palmeiras tem como companhia entre os "destoantes" da placa o Athletico. O clube paranaense, que ainda não tem acordo com a Globo para o pay-per-view, também não assinou com a SportPromotion, e usou o duelo contra o Vasco para fazer propaganda de parceiros: o banco Digi+, a rede varejista Havan e a produtora de alimentos Copacol. A diferença é que o jogo foi exibido pela TV aberta.

LEIA MAIS: Athletico-PR divulga que não assinará PPV por "cota injusta"

Como o acordo das placas é pelo clube mandante, não há risco de um "apagão" de patrocínios em campo durante o Brasileirão. O que acontece, porém, é a ausência de um padrão estético do campeonato. Palmeiras e Athletico foram os únicos com placas diferentes dos demais oito jogos da rodada. Ao que tudo indica, porém, só o clube paulista se preparou para vender a publicidade do seu jogo, que marcou também a estreia das transmissões da Turner (a partida passou na TNT).

Ao que tudo indica, o campeonato paralelo deve continuar por mais tempo. No sábado (27), dia de abertura do Brasileirão, tanto Palmeiras quanto Globo divulgaram suas versões para a negociação ainda em curso. O clube disse que fará valer o seu pensamento e que discute tecnicamente o contrato. Já a emissora revelou que está negociando com Palmeiras e Athletico para ter contrato com os 20 participantes da competição. Enquanto as conversas não se encaminham para um desfecho, o Palmeiras viverá um mundo à parte dos demais, tendo só a TNT como "casa".


Notícia Palmeiras Brasileirão contrato Globo Turner TNT transmissão placas de publicidade visibilidade SportPromotion