A ruptura com a BWA no início do Campeonato Paulista trouxe a independência e, ao mesmo tempo, um problema para o São Paulo. Sem experiência com a gestão dos ingressos, o clube está sendo assessorado pela Outplan, que já é parceira no setor Visa. ?Não há nenhum contrato. É que faz muito tempo que a gente não trabalha com essa coisa de catraca e confecção. Então nós buscamos esse auxílio da nossa parceira?, disse Adalberto Baptista, diretor de marketing do São Paulo. O ?serviço?, aliás, é uma das especialidades da Outplan. Responsável pela idealização dos setores Visa, a agência trabalha também no gerenciamento da compra de ingressos em alguns locais. O primeiro exemplo foi no Maracanãzinho, durante o Mundial de futsal do ano passado. Na ocasião, a agência, sempre em parceria com a bandeira de cartões de crédito, adaptou o seu sistema de compra pela internet e validação nas catracas com cartões de crédito em 600 lugares do ginásio. Posteriormente, a Outplan ainda fechou parcerias semelhantes com a Portuguesa e o estádio Pituaçu, na Bahia. No primeiro caso, os ingressos de um setor do Canindé entraram no sistema especial de vendas. No Nordeste, todo o local conta com o sistema VisaPassfirst.


Notícia São Paulo Marketing