O presidente do Santos, Modesto Roma

A situação realmente não deve estar fácil para o Santos. O clube lançou na quarta-feira uma nota oficial para afirmar que o balanço de contas de 2015 “revela perspectivas positivas para os próximos anos”, mesmo com um déficit que chegou a R$ 78 milhões.

Em seu site oficial, o Santos ainda não disponibilizou o balanço financeiro completo de 2015, mas o clube lançou um texto para explicar o alto prejuízo no último ano. E a justificativa pode ser resumida a um nome: Odílio Rodrigues. Basicamente, o time paulista colocou o número negativo na conta da antiga gestão.

Segundo o texto oficial, os resultados são “extremamente satisfatórios se considerado o quadro de dificuldades encontrado no início da gestão do presidente Modesto Roma Jr”. A situação econômica do país também teria prejudicado um melhor fôlego financeiro para a equipe do litoral paulista.

Nesse aspecto, a desvalorização do real está envolvida diretamente. Somente com a queda da moeda frente ao Euro, as dívidas do Santos aumentaram em R$ 20 milhões. A conta envolve a polêmica contratação de Leandro Damião. Segundo o clube, com o jogador o prejuízo total foi de quase R$ 30 milhões em 2015.

O Santos também listou as razões para se manter otimista com a atual temporada e para o restante da gestão de Modesto Roma Jr. E nem nessa questão as alfinetadas ficaram fora. Um dos itens apresentados foi o “aumento das receitas com a comercialização e a exploração de material esportivo de forma diferenciada a que vinha ocorrendo até 2015”.

Aumento de receitas com televisão e sócios também foram citados, além de uma redução das despesas.


Notícia Santos Santos Balanço Prejuízo