O campeonato espanhol de futebol continuará sendo chamado de LaLiga Santander na temporada 2019/2020. O banco espanhol decidiu ativar a cláusula do contrato de patrocínio e estender o vínculo por mais uma temporada.

De acordo com a imprensa espanhola, a cláusula havia sido inserida no contrato original entre as partes assinado em 2016. Dessa forma, o Santander pagará a mesma quantia que vem desembolsando nas últimas três temporadas pelos naming rights: € 20 milhões anuais. O acordo ainda cobre a Segunda División, a "Série B" espanhola.

Foto: Reprodução

Segundo o site espanhol Palco 23, a ativação da cláusula foi uma estratégia do banco para ganhar um ano a mais e aí sim tomar uma decisão final sobre a continuidade do patrocínio à LaLiga ou não, avaliando a sua adequação ou não a uma estratégia do Santander que tem como principal destaque a Liga dos Campeões, torneio que o banco passou a patrocinar na atual temporada.

Atualmente, além da LaLiga e da Liga dos Campeões, o Santander ainda patrocina a Copa Libertadores. Outro aporte histórico, com a Ferrari e a Fórmula 1, foi encerrado em novembro de 2017, dias antes de o banco anunciar a entrada na Liga dos Campeões.

Com relação à Laliga, o torneio permanece com 20 parceiros, entre os quais se destacam, além do Santander, marcas como EA Sports, Nike, TAG Heuer e Unilever (com Rexona e Clear Men). Na temporada passada, o faturamento com licenças e patrocínios da competição aumentou 16,6% e chegou perto dos € 66 milhões.

Na semana passada, a agência de marketing esportivo IMG foi anunciada pela LaLiga como nova responsável por aumentar ainda mais o faturamento com licenças e patrocínios nos próximos anos.


Notícia Santander LaLiga banco futebol patrocínio marketing naming rights mercado estratégia