O banco Santander anunciou nesta sexta-feira a extensão do contrato de patrocínio à equipe Ferrari de Fórmula 1. O novo acordo tem duração até o fim da temporada 2017, e o valor envolvido no negócio não foi revelado.

O atual contrato já garantia o Santander como patrocinador da Ferrari até o término de 2014, mas a diretoria do banco decidiu antecipar a renovação. O novo contrato inclui um acréscimo na exposição de marca da empresa nos bólidos da escuderia – o pacote com mais espaços é válido a partir deste ano.

“Estamos muito satisfeitos com a prorrogação da nossa aliança com a Ferrari. Nosso patrocínio à escuderia é a melhor ação de marketing nos mais de 150 anos de história do banco. Não poderíamos deixar passar a oportunidade de dar continuidade a essa iniciativa”, disse Emilio Botín, presidente do banco.

O Santander começou a patrocinar a Ferrari em 2010, ano em que desembolsou 200 milhões de euros por um contrato de cinco anos com a equipe. No fim da primeira temporada, a empresa disse obtido exposição correspondente a todo o montante pago pelo contrato com a escuderia.

No início de 2011, o Santander fez uma ampliação na parceria com a Ferrari e passou a estampar também os bonés da equipe. Contudo, banco e escuderia mantiveram em sigilo os detalhes financeiros dessa operação.

O Santander investe na Fórmula 1 desde 2007. Além da Ferrari, o banco espanhol está associado a seis corridas. A instituição financeira é a principal patrocinadora dos GPs de Itália, Reino Unido, Alemanha e Espanha, além de investir nas provas de Europa e Brasil.


Notícia Santander Fórmula 1 Ferrari Patrocínio