O ministério do turismo de Ruanda disse que o país teve um aumento do fluxo de visitantes do Reino Unido desde que o país passou a patrocinar a manga esquerda da camisa do Arsenal. De acordo com o órgão, Ruanda teve um aumento de 5% no fluxo de turistas oriundos da região.

A parceria de três anos, assinada em maio de 2018 no valor de £ 30 milhões, foi criticada em Ruanda, com reivindicações de que os fundos poderiam ter sido melhor gastos pelo governo dentro do próprio país em vez de em uma das maiores e mais ricas equipes de futebol de um país muitas vezes mais rico.

Foto: Divulgação / Arsenal

"Antes da assinatura da parceria, 71% dos milhões de torcedores do Arsenal em todo o mundo não pensavam em Ruanda como um destino turístico. No final do primeiro ano da parceria, metade dos torcedores do Arsenal já consideraria Ruanda como um destino para visitar. Em termos de valor global, a parceria vale, até agora, no primeiro ano, £ 36 milhões. Esse número é baseado em visualizações de TV e mídias sociais. Podemos definitivamente dizer que valeu a pena", revelou Belise Kariza, diretora de turismo de Ruanda.

Em 2018, 1,7 milhão de pessoas visitaram o país, um dos maiores fluxos da história. Além do Arsenal, Ruanda tem acordo com a National Geographic para produzir conteúdo sobre o país, que é um dos menores da África.

Ainda de acordo com Belise Kariza, o conteúdo criado para promover o país como destino de viagens de lazer teve pelo menos 4,3 milhões de interações nas mídias sociais. O canal Visit Rwanda no YouTube, por exemplo, teve um aumento de 100% no número de assinantes, enquanto o Twitter cresceu 72% e o Instagram alcançou um aumento de impressionantes 577%.


Notícia Arsenal Ruanda patrocínio marketing manga turismo negócio estratégia gestão investimento resultado