O tenista sérvio Novak Djokovic finalmente receberá o dinheiro que deveria ter sido pago pelo estado do Rio de Janeiro pela disputa de um jogo amistoso contra Gustavo Kuerten no ginásio do Maracanãzinho e a inauguração de quadras na cidade.

O governo do Rio desistiu de recorrer da decisão da Justiça que deu ganho de causa ao sérvio, que não recebeu US$ 650 mil dos US$ 1,1 milhão que foi acordado naquela época.

Djokovic e Gustavo Kuerten junto de crianças de projeto social de tênis na Rocinha, em 2012 / © Divulgação

No momento de euforia pré-olímpica, Djokovic foi contratado para disoutar um amistoso com Guga e, ainda, inaugurar quadras em locais de baixa renda no estado. O sérvio passou alguns dias no Brasil e realizou todas as atividades.

Djokovic "vestiu-se" de Guga em jogo / © Divulgação

No amistoso com Guga, Djokovic ganhou a plateia ao se fantasiar com uma peruca imitando o cabelo do ex-tenista brasileiro e imitá-lo. O sérvio veio ao Brasil graças a um convite do ex-jogador de futebol Petkovic, que foi responsável por fazer toda a ponte com o governo do Rio. 

Alegando prejuízo com o evento, o governo suprimiu o pagamento das parcelas restantes do acordo que tinha com Djokovic, que então decidiu ir à Justiça. Com isso, após sete anos o sérvio conseguirá receber pelo trabalho que realizou e não foi pago.

Segundo a decisão da Justiça, o Rio terá de pagar, em valores corrigidos, R$ 2.993.556,05 ao tenista sérvio, que é hoje o número 2 do mundo.


Notícia Marketing Gestão Política Novak Djokovic Rio de Janeiro Gustavo Kuerten