O Rio Open fará, nesta segunda-feira (2), uma ação diferente para marcar a abertura da venda de ingressos para o torneio, que acontece em fevereiro de 2020. Entre 10h30 e 12h30, os torcedores que forem à quadra de tênis que fica na Lagoa Rodrigo de Freitas, em frente ao Clube Monte Líbano, poderão enfrentar os tenistas profissionais Bruno Soares e Thiago Monteiro.

O bate-bola com os profissionais foi o jeito criativo encontrado pela organização do torneio para fazer o lançamento da venda de ingressos para o público em geral.

"Esse é o ponto de partida para o Rio Open e uma oportunidade para o público e as crianças dos projetos sociais que apoiamos passarem uma manhã com dois grandes nomes do tênis nacional e vivenciarem uma experiência inesquecível. Será um gostinho do que está por vir em fevereiro", disse Marcia Casz, diretora geral do Rio Open.

Foto: Reprodução

Entre 10h30 e 11h30, o público presente poderá desafiar e bater uma bola com o número um do Brasil, Thiago Monteiro, e com o cinco vezes campeão de Grand Slam, Bruno Soares. Depois, das 11h30 às 12h30, será a vez de as crianças dos projetos sociais atendidos pelo torneio entrarem na quadra e testarem suas habilidades diante dos dois tenistas.

"Nós acreditamos muito no poder transformador do esporte. Por isso, apoiamos projetos sociais e reunimos algumas dessas crianças para essa ação com o Bruno e o Thiago. Além disso, iremos proporcionar uma experiência inesquecível para o público presente de jogar com dois dos melhores tenistas do circuito mundial. Será uma manhã de muita diversão e troca de conhecimentos para todos", afirmou Luiz Carvalho, diretor do Rio Open.

Atualmente, cinco projetos sociais de tênis no Rio de Janeiro são apoiados pelo torneio: Tênis Solidário, Tênis na Lagoa, Instituto Futuro Bom, Arremessar Para o Futuro e Escolinha de Tênis Fabiano de Paula. Esses projetos recebem as bolas usadas durante o torneio, material para treinamento e clínicas de tênis para os jovens com presença de jogadores profissionais. Além disso, as crianças atendidas pelos projetos são selecionadas para atuarem como gandulas ou nos bastidores do Rio Open. Ao longo dos anos, o próprio Rio Open criou o NERO (Núcleo Esportivo Rio Open), projeto que atende 50 crianças, entre 6 e 11 anos, na zona oeste do Rio.

A sétima edição do Rio Open será entre 15 e 23 de fevereiro de 2020, no Jockey Club Brasileiro. Com a "queda" de status do Brasil Open (de ATP 250 para Challenger), o torneio na capital fluminense será o único de nível ATP que ainda acontecerá no país. 


Notícia Rio Open Bruno Soares Thiago Monteiro ingressos venda estratégia tênis marketing mercado gestão