Neste sábado (24), o Rally dos Sertões, segunda maior competição de rali do mundo, dá a largada para sua 27ª edição. O evento de abertura, que acontece em Campo Grande (MS) a partir das 18h30, será transmitido ao vivo pelo SporTV e pelo Fox Sports. Depois disso, o torcedor que quiser acompanhar a semana inteira de competição entre os 302 inscritos terá de recorrer ao aplicativo oficial do Sertões, que acompanhará em tempo real as disputas.

O uso do aplicativo foi a maneira encontrada pela Dunas Race, organizadora da competição, para conseguir fazer o Sertões chegar ao público fã do rali. Depois de ter vivido um período de alta exposição na TV, o evento convive agora com uma nova realidade da mídia brasileira, que tem optado por transmissões esportivas que assegurem maior audiência e rentabilidade com os anunciantes.

Foto: Reprodução

Apesar da ausência de uma mídia de massa na divulgação, o Sertões investirá mais uma vez em captação e geração de imagens. Haverá três helicópteros com equipes que transmitirão as disputas, que começam em Campo Grande (MS) e percorrem 4.857km até Aquiraz (CE), com previsão de chegada em 1° de setembro.

Ao todo, nove cidades de seis estados receberão o evento: Campo Grande (MS), Costa Rica (MS), Barra do Garças (MT), São Miguel do Araguaia (GO), Porto Nacional (TO), São Félix do Tocantins (TO), Bom Jesus (PI), Crateús (CE) e Aquiraz (CE). O rali ainda passará por um sétimo estado, o Maranhão, na sexta etapa.

LEIA MAIS: Com novidades, Rally dos Sertões 2019 bate recorde de inscrições

Como o Sertões terá áreas de baixa densidade populacional em seu trajeto, haverá um projeto social de prestação de atendimento médico às pessoas. Serão duas carretas-médicas com oito ambulatórios para atendimentos de dermatologia, ginecologia, odontologia e oftalmologia, entre outras iniciativas.


Notícia Rally dos Sertões mídia aplicativo transmissão mercado estratégia marketing rali