O PSV Eindhoven deverá trocar de fornecedora de material esportivo na temporada 2020/2021. De acordo com o site Footy Headlines e boa parte da imprensa holandesa, a Puma deverá assumir o lugar da atual parceira do clube, a Umbro.

Algumas publicações do país alertam, no entanto, que o martelo ainda não foi batido e que a própria Umbro, assim como outras marcas que não foram citadas, ainda tentam passar à frente da Puma, que realmente aparece como grande favorita por ter feito uma proposta financeira difícil de ser confrontada. O anúncio oficial deverá ser feito apenas no ano que vem.

Se as informações se confirmarem, será o término de uma relação de cinco anos do PSV com a Umbro. Antes da marca inglesa, o clube holandês havia sido parceiro da americana Nike por 20 anos, de 1995/1996 a 2014/2015.

Atual temporada deverá ser a última da Umbro na camisa do PSV (Foto: Reprodução / Twitter (@PSV))

Caso realmente exerça o favoritismo e feche com o PSV, a Puma adicionará mais um grande clube europeu a um portfólio que vem crescendo nos últimos anos. O alto investimento comprova a estratégia da marca de voltar a apostar de forma consistente no futebol, sempre escolhendo um time por país.

Além do Borussia Dortmund, com quem tem parceria desde 2012/2013, e do Milan, cujo acordo teve início na temporada passada, a empresa alemã fechou para a atual temporada com o Valencia, além de fazer seu maior investimento em um contrato milionário com o Manchester City. No Brasil, a estratégia de um clube só também vem sendo seguida desde que a marca iniciou sua parceria com o Palmeiras, em janeiro deste ano.


Notícia PSV Umbro Puma patrocínio marketing mercado investimento estratégia futebol