No último domingo (21), o Paris Saint-Germain venceu o Monaco por 3 a 1 e conquistou o título da Ligue 1 (Campeonato Francês) pela oitava vez. Foi o sexto título nas últimas sete temporadas e entrará para a história também por outro detalhe: o time não usou o patrocínio máster da Emirates no peito da camisa.

Foto: Reprodução / Twitter (@PSG_inside)

A marca da companhia aérea deu lugar a uma homenagem à Catedral de Notre-Dame, que sofreu um incêndio no início da semana passada e é um dos principais pontos turísticos de Paris. No lugar do logotipo da Emirates, que encerrará seu contrato com o clube ao final desta temporada e dará lugar à rede de hotéis Accor, uma imagem da igreja estampou a camisa do clube. Nas costas, ao invés dos nomes dos jogadores, todas as camisas carregaram a inscrição "Notre-Dame".

A situação é bastante inusitada por alguns motivos. Em primeiro lugar, foi o jogo que decidiu o título a favor do time parisiense. É de se presumir que o mundo todo estava de olho na partida e que a visibilidade seria considerável. O que mais um patrocinador quer é que seu clube patrocinado ganhe um título para que ele possa aparecer não só naquele momento como também entrar para a história nas fotos e vídeos.

Foto: Reprodução / Twitter (@neymarjr)

Além disso, ainda houve outro detalhe na partida: a volta de Neymar. O jogador, tão badalado como Messi e Cristiano Ronaldo, é o grande astro da equipe e estava há quase três meses sem atuar por conta de uma contusão no pé direito. O retorno do jogador também garantiu bastante visibilidade ao jogo.

Por fim, o acordo com a Emirates para não utilizar a marca da empresa na camisa em uma partida tão importante ainda rendeu dividendos ao time que serão repassados à reconstrução da Notre-Dame. O PSG colocou o modelo à venda em edição limitada e, segundo o próprio clube, comercializou todas as mil camisas em questão de meia hora. Ao todo, foram 500 camisas vendidas no e-commerce do clube, 250 na loja do Estádio Parc des Princes e outras 250 na loja da avenida Champs-Élysées.

Desde o incêndio, ocorrido na segunda-feira (15), o Paris Saint-Germain se dispôs a ajudar na reconstrução da igreja, um dos símbolos da capital francesa, de todas as maneiras possíveis. Na partida diante do Monaco, o clube ainda divulgou um vídeo com depoimentos dos jogadores, pediu aplausos aos bombeiros que ajudaram a apagar o fogo e ainda convidou três deles para dar o pontapé inicial do jogo.


Notícia Paris Saint-Germain PSG Catedral de Notre-Dame Emirates patrocínio marketing homenagem incêndio título camisa Neymar