A Cruel Fight, empresa promotora de eventos de boxe, fará um debate para falar sobre o futuro da modalidade no Brasil antes de realizar o Cruel Fight Downtown São Paulo, no próximo sábado (8). Na quinta-feira (6), dentro do espaço de lutas #Complexo9, haverá um debate batizado de "Diálogos" para discutir os rumos da modalidade.

Foto: Divulgação

A ideia é reunir lutadores, promotores, especialistas de marketing, televisão e jornalistas para debater como transformar o negócio da modalidade. O evento começará às 19h e será exclusivo para convidados.

Segundo os organizadores, serão dois blocos. No primeiro, uma mesa contará com especialistas para discutir o atual momento e o que é preciso fazer para o esporte evoluir. Depois, os profissionais do setor tratarão do tema boxe profissional e amador, abordando, inclusive, a participação brasileira no boxe dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Para o evento do sábado (8), o Complexo #9, no bairro paulistano da Bela Vista, será repaginado para receber luzes e ambientação especial que transformarão o ringue em palco para muita música, com DJs e Fernandinho Beat Box, além de 12 combates. Jogos para teste de força estão entre as atrações paralelas para o público.

"O evento é de boxe, claro, mas traz mais atrativos, como música, ativações para o público, entre outras ações em um espaço especialmente preparado para unir esporte e espetáculo em um verdadeiro show. Estamos trabalhando muito para ter uma organização com padrão internacional", afirmou Marcelo Jabur, um dos promotores do Cruel Fight Downtown São Paulo.

De acordo com a Cruel Fight, ao ser realizado em um espaço revitalizado, embaixo do Viaduto Julio de Mesquita Filho, em São Paulo, o evento misturará modernidade com o resgate da aura dos primórdios do boxe no Brasil e os dias de glória de ídolos como Éder Jofre, Maguila e Acelino "Popó" de Freitas.

Os ingressos para o Cruel Fight Downtown São Paulo custam R$ 50,00 e podem ser adquiridos neste link. Das 12 lutas do programa, quatro serão amadoras e oito profissionais.


Notícia Boxe Cruel Fight Complexo9 negócios mercado marketing debate música