As duas primeiras rodadas do Brasil na Copa América tiveram uma mudança significativa na equipe de transmissão da TV Globo. O ex-atacante Ronaldo, que desde 2013 era comentarista dos jogos da seleção pela emissora, não faz mais parte da equipe. O motivo para a saída de Ronaldo é o Real Valladolid, clube espanhol que foi comprado por ele no meio do ano passado.

Em maio deste ano, Ronaldo e a direção da Globo negociaram a renovação do vínculo entre ambos para a Copa América. O ex-atleta, então, expôs que não haveria como conciliar a agenda de comentarista com a de dono da equipe. A negociação, então, travou. A emissora, a partir daí, passou a planejar o evento apenas com a equipe que tradicionalmente participa das transmissões do futebol, com Casagrande, Junior e Caio revezando-se na função de comentarista dos jogos.  

Foto: Reprodução / TV Globo

Com a permanência do Valladolid na elite do futebol espanhol, o período de férias dos jogos será utilizado por Ronaldo para a montagem da equipe para a próxima temporada. Isso fará com que ele assuma a frente em algumas negociações com clubes, dificultando a atuação como comentarista na Globo.

O último evento que Ronaldo atuou pela emissora foi a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Dois meses depois, ele foi anunciado como novo dono do Valladolid. Desde então, sua dedicação maior está no clube espanhol. Esse foco maior no Valladolid foi o que serviu como motivo para Ronaldo desistir de ser comentarista.

"Outro dia, fizemos o cálculo. Eu fiz mais de 100 mil quilômetros desde que anunciamos a compra do clube, mas estou contente, feliz, trabalhando muito e levando o nome do Valladolid para todos os cantos do mundo", disse Ronaldo, em entrevista exclusiva ao canal da Máquina do Esporte no YouTube no mês de maio.

O ex-jogador, inclusive, está no Brasil. O intuito da viagem é acompanhar de perto atletas na Copa América. Dessa vez, porém, com o olhar de dono de clube. A ideia é conseguir contratar jogadores um pouco mais baratos em vez daqueles que disputam o Campeonato Brasileiro. Segundo o Fenômeno, os preços no Brasil estão fora da realidade: "Nenhuma sondagem custa menos de R$ 40 milhões". 

LEIA MAIS: Análise: Mercado deve sentir falta de Ronaldo

No ano passado, Ronaldo fez uma peregrinação por alguns países do continente em busca de atletas mais jovens e baratos para contratar. Nesse giro, o equatoriano Stiven Plaza, que atuava pelo Independiente Del Valle, assinou com o clube. Outros atletas podem entrar na mira a partir da observação na Copa América.


Notícia Ronaldo Globo Valladolid comentarista mídia transmissão dono de clube mercado futebol espanhol Copa América