A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) quer renovar e modernizar a imagem da entidade para o público e, principalmente, para o mercado. A nova diretoria já tem trabalhado no projeto, que deverá ser finalizado e apresentado oficialmente em breve, ainda em outubro. 

O plano da CBAt é se adequar às demandas mais recentes do mercado e demonstrar publicamente uma administração mais moderna e confiável. O trabalho passa pela reestruturação da comunicação e do marketing, mas também pela inserção da gestão em modelos de transparência dos atuais dirigentes.

Foto: Reprodução

Na comunicação, o trabalho está sob o comando de João Gabriel Leite, que atualmente ocupa o cargo de gerente de marketing e projetos da confederação. Ele será responsável por formular uma nova marca para a entidade, com um novo posicionamento e planejamento estratégico para a CBAt.

Em comunicado enviado com exclusividade à Máquina do Esporte, a entidade afirmou que a reestruturação da marca da CBAt "fortalece a busca constante em encontrar melhores soluções para a comunidade do atletismo e intensifica a entrega de resultados aos patrocinadores e parceiros comerciais".

O atual presidente da confederação, Warlindo Carneiro da Silva, assumiu o cargo neste ano, após a renúncia de Toninho Fernandes. No fim de 2017, o UOL denunciou fraudes em um convênio entre a CBAt e a Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo (SELJ). O ex-mandatário não resistiu às acusações.

Atualmente, a CBAt conta com o aporte da Caixa e da Nike.


Notícia Atletismo confederação CBAt estratégia marketing imagem marca mercado público gestão