A Philip Morris renovou parceria por mais 3 anos com a Ferrari

A Philip Morris seguirá como patrocinadora da Ferrari até 2018. O contrato foi renovado há mais de um ano, mas a manutenção da parceria - que se encerraria ao fim deste ano - só foi revelada nesta semana pela Bloomberg. A empresa pagará € 140 milhões anuais à escuderia italiana.

A publicidade de tabaco foi proibida na Fórmula 1 em 2007, o que não impediu a Philip Morris de estampar de forma camuflada a marca da Marlboro nos carros da Ferrari desde então e criar ações variadas para a ativação do vínculo com o time de Maranello.

Para driblar o veto ao seu patrocinador, a equipe de Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel pintou um código de barras nos carros em alusão ao logotipo dos cigarros. O desenho se manteve até 2010, quando a empresa foi acusada de ação subliminar e teve de tirar o símbolo de circulação.

Por isso, a continuidade do acordo, segundo explica a Bloomberg, está relacionada à chegada de Maurizio Arrivabene ao cargo de chefe da Ferrari. O executivo trabalhava na Philip Morris antes de fechar contrato com a escuderia.

A Marlboro entrou na Fórmula 1 em 1972 com o patrocínio à BRM. Entre 1974 e 1996, a marca da Philip Morris foi a principal patrocinadora da McLaren, antes de seguir para a Ferrari.


Notícia fórmula 1 f-1 ferrari marlboro philip morris