Patrocinado desde 2011 pela Lupo, Neymar promoveu uma marca concorrente após a vitória do Brasil sobre Camarões na última segunda-feira (23), justamente no momento de maior destaque desde então. O atacante vestia uma sunga da Blue Man, empresa de vestuário carioca que presenteou ele e toda a seleção brasileira.

A marca jura que não financiou a aparição durante a Copa do Mundo. "Embora o mundo duvide, não pagamos nem um centavinho para ter Neymar de Blue Man", escreveu a empresa no blog oficial que possui. O cuidado em publicar esta informação tem porquê. A Fifa proíbe aparições de marcas que não estejam entre as patrocinadoras do evento.

O curioso é que Neymar está ciente da proibição. Ele mesmo foi alertado pela Uefa, organizadora da Liga dos Campeões, quando decidiu mostrar a cueca da Lupo em uma partida do torneio. Naquela ocasião, a repercussão foi grande porque parte da imprensa questionou a atitude de baixar o calção durante um jogo midiático para privilegiar uma patrocinadora.

A Máquina do Esporte tentou contato por telefone com o estafe de Neymar e com a Lupo, mas não obteve nenhum retorno até o fechamento deste texto.


Notícia Neymar Blue Man Lupo Copa do Mundo