A W Series anunciou, neste domingo (8), o primeiro grande contrato de patrocínio da categoria, que estreou em 2019 e é a única do automobilismo mundial a admitir apenas mulheres na pista. O acordo foi assinado com a startup de telecomunicações Rokit Phones.

O contrato com a categoria feminina é mais um passo da empresa no mundo do automobilismo. Em fevereiro deste ano, a Rokit entrou com força na modalidade justamente em sua principal vitrine, a Fórmula 1. Durante todo o ano de 2019, a marca foi a principal patrocinadora da Williams. Apesar dos resultados ruins dentro da pista, a startup expandiu a parceria em julho, apenas cinco meses após o início do relacionamento, garantindo-a até 2023.

Depois, em novembro, anunciou a entrada na Fórmula E, a categoria que utiliza carros 100% elétricos, com os naming rights da equipe Venturi Racing. A escuderia tem o brasileiro Felipe Massa como um dos pilotos titulares ao lado do suíço Edoardo Mortara.

Vale ressaltar que a campeã da primeira temporada da W Series, a britânica Jamie Chadwick, de 21 anos, entrou para o time de pilotos desenvolvedores da Williams este ano, um dos motivos pelos quais a empresa enxerga no patrocínio à W Series uma maneira de conectar tudo que vem fazendo no automobilismo desde o início de 2019.

Foto: Reprodução / Twitter (@WSeriesRacing)

Pelo contrato, todos os 20 carros da W Series, assim como os macacões das pilotas, terão a marca da Rokit. O layout completo, no entanto, será revelado apenas às vésperas do início da temporada 2020, em São Petersburgo, na Rússia, em 29 de maio.

"Ficamos impressionados com o progresso alcançado pela W Series desde que ela surgiu no mundo do automobilismo, e realmente queremos ser uma grande parte do seu futuro à medida que se desenvolve ao longo dos próximos anos", afirmou Jonathan Kendrick, presidente da Rokit.

"Como uma marca de alta tecnologia, disruptiva e focada no cliente, a Rokit se sentirá confortável ao lado da W Series e da nossa missão de mudar a cara do automobilismo. Também é emocionante ver uma marca que já está presente na Fórmula 1, Fórmula E e outras categorias de corrida bem estabelecidas, reconhecendo e apoiando oportunidades para mulheres no esporte. Esperamos que essa seja uma tendência emergente em 2020", celebrou Catherine Bond Muir, CEO da W Series.

Além do automobilismo, a Rokit ainda investe no basquete. Alguns meses antes de assinar com a Williams na F1, a marca já havia fechado com o Houston Rockets e, desde então, é patrocinadora da regata da franquia da NBA que tem como principal destaque o ala-armador James Harden.


Notícia Rokit Phones W Series Fórmula E F-E Fórmula 1 F1 patrocínio marketing automobilismo feminino pilota mercado estratégia