Assim como aconteceu com a tenista Naomi Osaka desde que venceu o US Open em 2018, o novo astro do basquete americano Zion Williamson está se transformando em uma espécie de "máquina de patrocínios". Nesta sexta-feira (9), após acertos com Jordan Brand e NBA 2K, o ala-pivô fechou com a Panini o terceiro acordo em menos de 15 dias e será embaixador da marca.

Foto: Divulgação / Panini

Pelo contrato, o grupo editorial italiano produzirá cards oficiais exclusivos e licenciados pela NBA com a imagem e o autógrafo do ex-calouro, que foi draftado pelo New Orleans Pelicans e sequer fez seu primeiro jogo oficial pela equipe. Os primeiros cards com a imagem do jogador serão lançados em setembro, enquanto os primeiros com autógrafos sairão em outubro, para coincidir com a chegada dos cartões NBA Hoops 2019/2020 no mercado.

"Estamos entusiasmados por fazer parceria com Zion e sua equipe para distribuir cards comerciais exclusivos e autógrafos para fãs e colecionadores que registrarão sua temporada de estreia e o início de sua carreira na NBA, acrescentando valor incrível para toda a nossa lista de produtos", afirmou Mark Warsop, executivo-chefe da Panini America.

"Estou realmente entusiasmado por ser um membro da família Panini, uma empresa que continua a elevar o padrão em termos de conteúdo e criatividade na área de trading cards. Estou ansioso para trabalhar de perto com a equipe para criar cards de basquete que meus fãs e colecionadores vão querer não apenas durante toda a minha temporada de estreia na NBA mas durante toda a minha carreira", celebrou Williamson.

De acordo com a imprensa americana, o contrato entre marca e jogador parecia ser um passo óbvio após a noite do draft, em que Williamson foi a primeira escolha, tornando-se jogador do Pelicans. À época, o ala-pivô teve um card lançado pela empresa e quebrou o recorde de card mais vendido pela plataforma de negociação de cartões instantâneos da Panini em toda a história.


Notícia Zion Williamson Panini embaixador patrocínio cards exclusivos marketing mercado basquete NBA New Orleans Pelicans