A Nike anunciou, nesta quarta-feira (30), a venda da marca Hurley, especializada no design, desenvolvimento, fabricação, marketing mundial e venda de roupas e acessórios para surfe. A empresa fazia parte do portfólio da multinacional americana desde o final de 2001, quando foi adquirida por US$ 95 milhões.

LEIA MAIS: Escândalo de doping derruba CEO da Nike

De acordo com a gigante dos artigos esportivos, a venda se deu pelo novo planejamento comercial adotado de focar essencialmente na própria marca Nike. A Hurley vinha faturando cerca de US$ 70 milhões anuais e agora fará parte do portfólio da Bluestar Alliance, empresa que já possui outras marcas no ramo da moda, como Bebe, Brookstone, Kensie e Larry Levine. Os valores da negociação não foram divulgados.

Foto: Reprodução / Twitter (@hurley)

"Essa mudança de propriedade permitirá uma abordagem mais precisa e um investimento intencional no potencial de crescimento da Hurley. Estamos com um investimento em um crescimento cada vez mais específico, focados na ofensiva do consumidor de venda direta da Nike", explicou Michael Spillane, responsável pelas categorias e produtos da Nike.

"Esta é uma aquisição transformadora para a Bluestar, pois a presença internacional da Hurley melhorará nosso alcance em todo o mundo. Sempre admiramos a marca Hurley, pois ela sempre manteve seu papel de liderança e posicionamento premium no mundo do surfe", celebrou Joey Gabbay, CEO da Bluestar Alliance.

Atualmente, a Hurley possui 29 lojas nos Estados Unidos. No resto do mundo, aparece integrada a outras marcas em grandes estabelecimentos comerciais especializados em esportes. A Bluestar Alliance pretende expandir a rede internacional de vendas da marca, ganhando assim espaço para aumentar os negócios e, consequentemente, elevar o faturamento.


Notícia Nike Hurley Bluestar Alliance surfe mercado marketing estratégia comercial gestão