A Nike apresentou na quinta-feira (14), em São Paulo, os novos uniformes da seleção brasileira de futebol feminino, que irá jogar a Copa do Mundo deste ano. A empresa aproveitou o encontro para reforçar o aporte à modalidade e para lançar uma nova plataforma para mulheres interessadas em jogar.

O Nike Futebol Clube irá reunir jogadoras amadoras de futebol com três sessões semanais no Parque do Ibirapuera, com jogos e treinos para as interessadas. Uma vez por mês, a empresa usará o Pacaembu para fazer a ação. O projeto é gratuito.

“Mais do que oferecer campos e quadras para meninas jogarem, nós queremos criar uma conexão com as amantes do futebol do Brasil. Para alcançar esse propósito e sermos autênticos, nós mergulhamos profundamente no universo delas que, em algum momento de suas vidas, foram impedidas ou desconectadas do esporte”, afirmou a diretora da Nike para mulheres, Martina Valle, em nota.

Além da nova plataforma, a Nike apresentou um novo torneio, o Premier Cup Feminina, focado em atletas com menos de 17 anos. O encontro será em maio, no Centro de Treinamento de base do Corinthians; o clube é patrocinado pela companhia.

Para contar a novidade, a Nike uniu jornalistas e convidados em um evento no Pacaembu. Emily Lima, ex-técnica da seleção brasileira, foi a responsável por mostrar a plataforma da empresa. Adriana Silva, do Corinthians e da seleção, também esteve presente.

A companhia mostrou ao Brasil o novo uniforme da seleção. A vestimenta já havia sido apresentada em Paris, nesta semana, em um evento global da Nike. Foi a primeira vez que a empresa confeccionou um uniforme exclusivamente para a equipe feminina.

Com a marca “Mulheres guerreiras do Brasil” nas camisas, os investimentos da Nike no futebol feminino estão alinhados ao forte posicionamento da empresa neste ano pelas mulheres no esporte. A ação está inserida no conceito “só é loucura até ser feito”, o mais recente da companhia americana.


Notícia Nike Futebol Feminino Marketing