A Nike anunciou nesta quarta-feira (17) o lançamento da nova coleção Nike Free, edição 2019. A linha é uma espécie de homenagem aos 15 anos de existência do Nike Free original, criado em 2004, e, segundo a fabricante americana, marca o retorno da "corrida natural", conceito que remonta ao início da década de 2000.

De acordo com a Nike, a plataforma de produtos Nike Free surgiu em 2001, quando designers da marca viram os atletas da Universidade de Stanford correndo descalços na grama da pista de atletismo da escola. Os treinos eram assim porque o treinador da instituição acreditava que isso melhorava a saúde dos pés.

Fotos: Divulgação / Nike

A Nike, então, começou a investigar a ciência por trás dessa teoria. O que eles aprenderam após um ano depois de estudar o movimento dos pés descalços na grama foi surpreendente: de forma imediata, o pé apresentava uma pisada mais natural e se flexionava mais. Ao longo do tempo, os corredores obtiveram benefícios como maior flexibilidade nos pés, mais equilíbrio e força.

Na tentativa de reproduzir o pé descalço o mais próximo possível, os designers da marca criaram um protótipo de uma sapatilha de corrida que apresentava cápsulas de silicone afixadas em uma malha fina e leve. O produto parecia muito mais uma sapatilha de balé do que um tênis.

Embora isso não tenha sido originalmente uma ideia comercial, algumas pessoas dentro da Nike viram aí uma grande oportunidade. Os designers evoluíram esse primeiro protótipo e o transformaram em um tênis que proporcionava uma pisada natural aplicável a mais corredores. De acordo com a fabricante, o objetivo sempre foi encontrar a melhor forma de permitir com que o pé se mova da maneira que deseja, o mais naturalmente possível. E foi assim que surgiu o modelo original da linha Nike Free em 2004.

Agora, 15 anos depois, o resultado da edição 2019 é uma linha mais flexível do que nunca, nas palavras da Nike. Recomendada para distâncias menores e para quem quer ter a sensação de correr descalço, a coleção apresenta uma entressola mais firme e mais plana, o que melhora a conexão com o chão e a amplitude de movimentos naturais.

Tecnicamente, o Nike Free RN 5.0 é 26% mais flexível e apresenta 2 mm a menos de offset. Já o modelo Nike Free RN Flyknit 3.0 é 37% mais flexível e tem offset 1 mm menor do que os modelos 2018.

Por último, o cabedal minimalista de malha stretch proporciona ventilação e flexibilidade no modelo 5.0. Já o 3.0 possui cabedal reforçado e sem cadarço que se ajusta ao pé como uma segunda pele. O logotipo da marca em tamanho menor em toda a linha simboliza a intenção de menor quilometragem do tênis.

A coleção Nike Free 2019 já está à venda no e-commerce e nas lojas físicas da Nike desde a última sexta-feira (12). A partir do dia 5 de maio, todos os tênis da nova linha estarão disponíveis para o restante do mercado.


Notícia Nike Nike Free linha coleção corrida natural pés descalços mercado corrida de rua marketing