Em agosto, a Máquina do Esporte informou que o atacante Raheem Sterling, destaque do Manchester City e da seleção inglesa, estava sendo sondado pela Jordan para servir como uma espécie de "cobaia" da marca, que pretende crescer no futebol com o lançamento inédito de chuteiras. A ideia era usar o jogador como principal rosto dessa nova fase.

Até agora, no entanto, quase quatro meses depois, nada ficou resolvido. Na verdade, a "briga" que era entre Nike, atual parceira do atacante, e Jordan, marca que pertence à Nike, acabou ganhando um terceiro elemento. Patrocinadora do Manchester City desde o início da atual temporada em um acordo milionário, a Puma estaria interessada em ter um dos principais nomes do time em seu portfólio.

Foto: Reprodução / Twitter (@ManCity)

De acordo com o Daily Mail, no entanto, tanto Jordan como Puma devem ficar pelo caminho. Isso porque a Nike estaria preparando uma oferta de cerca de £ 100 milhões para fechar com Sterling. Se isso de fato acontecer e o valor se confirmar, o atacante, que completará 25 anos no próximo domingo (8), entrará para um grupo seleto de atletas da marca americana que recebe quantias desse porte e contém Cristiano Ronaldo, LeBron James e Kylian Mbappé.

Ainda de acordo com a publicação, a definição sobre o futuro do jogador inglês fora de campo deve acontecer no início de janeiro. Ele ainda vem sendo sondado por marcas de outros ramos e já fechou com a Gillette em outubro. No ano que vem, Sterling é uma das principais apostas do City na tentativa de conquistar o título inédito da Champions League e também da seleção inglesa na luta pelo troféu da Euro 2020.


Notícia Raheem Sterling Nike Jordan Puma marketing patrocínio mercado Manchester City