França e Portugal, parceiros da Nike, decidiram Eurocopa

Portugal e França, além de Inglaterra, Croácia e Turquia foram a principal razão para o crescimento nas vendas da Nike no trimestre da Eurocopa. A Nike faturou um total de US$ 9,061 bilhões ou um crescimento de 8% em relação ao ano anterior.

O setor com melhor desempenho foi o têxtil, no qual a marca teve aumento de 9% nas vendas, que chegaram a US$ 2,549 bilhões. Além disso, a firma experimentou crescimento de 22% na Europa, com arrecadação de US$ 531 milhões.

“Impulsionado por um incrível verão de esporte, a Nike conseguiu um forte crescimento”, afirmou Mark Parker, presidente da Nike, em relatório para os investidores.

Apesar disso, o setor de calçados continua sendo o mais forte da companhia, responsável por arrecadação de US$ 5,472 bilhões (crescimento de 7%).

As regiões que mais se destacaram foram a China (crescimento de 15%, com vendas de US$ 1,02 bilhão), Japão (aumento de 37% e faturamento de US$ 245 milhões e o leste europeu (incremento de 10% e arrecadação de US$ 440 milhões).

O crescimento menor ocorreu na América do Norte (6%), que teve faturamento de US$ 4,031 bilhões. Mesmo assim, isso representa metade das vendas totais. A única queda ocorreu nos mercados dos países emergentes, entre os quais o Brasil está incluído, que caiu 2%, arrecadando US$ 945 milhões. O lucro da multinacional chegou a US$ 1,249 bilhão no período.


Notícia Nike Faturamento Eurocopa França Portugal