Dois dias após a morte do astro da NBA Kobe Bryant em um acidente de helicóptero na Califórnia, a Nike decidiu retirar todos os produtos relacionados ao ex-atleta do Los Angeles Lakers e da seleção americana de basquete de seu catálogo on-line nos EUA. A busca por algum produto resulta em um cartão-presente roxo e amarelo (as cores do Lakers) da marca com o logotipo do time.

LEIA MAIS: Análise: Kobe Bryant foi o ídolo que a NBA precisava

Segundo a ESPN americana, a Nike está reavaliando a estratégia que estava em andamento de lançar uma nova coleção de tênis com a assinatura de Bryant no próximo dia 7 de fevereiro. Enquanto não toma uma decisão se mantém ou adia a programação, a empresa optou por limitar a capacidade dos revendedores de estocar os produtos já existentes, uma vez que, em 24 horas, já havia tênis sendo vendidos com um aumento de 200 a 300%.

Foto: Reprodução / Site (nike.com.br)

"Não venderemos Kobes até novo aviso. Todos os Kobes foram retirados da loja e todos os pedidos on-line foram reembolsados", anunciou a tradicional loja RIF Los Angeles, em comunicado.

"Devido à recente morte de Kobe Bryant e por respeito à sua família e legado, não permitiremos alterações de preços nos itens Kobe que são consignados", revelou outra loja, a Urban Necessities, que fica em Las Vegas.  

Kobe Bryant não era apenas um atleta que se tornou ex-atleta e continuou sendo patrocinado pela Nike. O cinco vezes campeão da NBA era parceiro da marca e trabalhava ao lado de executivos, designers, desenvolvedores e funcionários desde que assinou contrato em 2003, quando ainda estava na primeira metade da carreira dentro de quadra.

Para se ter uma ideia, a linha de tênis com a assinatura Nike Kobe tem sido elogiada no mercado pelos avanços em design e inovação nos últimos anos. Na atual temporada da NBA, mais de 100 jogadores, quase um quarto da liga, utiliza algum modelo que leva o nome do astro. No Brasil, uma rápida pesquisa mostrou que o tênis que leva o nome do ex-jogador ainda está disponível, mas apenas no tamanho 38. O preço é de R$ 899,99.  

"Estendemos nossa mais profunda simpatia às pessoas mais próximas de Kobe, especialmente sua família e amigos. Ele foi um dos maiores atletas de sua geração e teve um impacto incomensurável no mundo dos esportes e na comunidade do basquete. Ele era um membro amado da família Nike. Sentiremos muita falta dele. Mamba para sempre", afirmou a Nike, em comunicado.


Notícia Nike Kobe Bryant venda suspensão mercado marketing patrocínio estratégia