Stand da Nike  no Sambódromo com os uniformes do Brasil

Com a presença de alguns atletas patrocinados pela marca, a Nike realizou no último sábado (dia 9) um evento no Sambódromo do Rio de Janeiro para apresentar as novidades tecnológicas dos uniformes que serão utilizados pela delegação brasileira na Olimpíada do Rio de Janeiro, em agosto.

A marca é a fornecedora oficial de material esportivo do COB (Comitê Olímpico do Brasil) e também desenvolve projeto social na cidade-sede dos Jogos Olímpicos em parceria com a Prefeitura do Rio.

O evento teve a presença de alguns dos atletas patrocinados pela marca, como Marilson dos Santos e Fabiana Murer (atletismo), Fabiana (vôlei) e Clarissa (basquete), além do presidente do COB (Comitê Olímpico do Brasil), Carlos Arthur Nuzman.

“A Olimpíada revela o melhor da Nike. Servir os atletas é o que nos impulsiona. Nosso foco é fazer produtos e serviços para tornar os atletas de elite e os amadores melhores. Buscamos soluções para todas as dificuldades do esporte. Alguns dos resultados dessa nossa obsessão por ajudar os brasileiros a melhorar seu desempenho podem ser vistos hoje”, afirmou Ken Black, vice-presidente de design da Nike Global.

Cada atleta brasileiro irá receber um kit com cerca de 40 itens, entre uniforme de competição, treinamento, viagem, Vila Olímpica e pódio, que só será utilizado em caso de conquista de medalha. “Esperamos que haja muitos brasileiros medalhistas”, afirma Henry Rabello, vice-presidente de marketing e diretor geral de Olimpíadas da Nike do Brasil.

Entre os destaques da nova coleção está o AeroBlade, utilizado nos braços e pernas, que serve para reduzir o atrito do ar com o atleta, melhorando a velocidade. O intuito é melhorar a performance não só de corredores de distâncias curtas, mas de todos os atletas que precisem melhorar a velocidade, desde o maratonista ao saltador.

Clarissa, Fabiana, Fabiana Murer e Marilson no evento da Nike

“No meu caso, o saltador também depende da velocidade. É normal geneticamente perder um pouco de velocidade com a idade. Se voltar a ter a velocidade que tinha antes ou ficar um pouquinho mais veloz, vou saltar melhor”, conta Fabiana Murer, vice-campeã mundial do salto com vara no Mundial de Pequim, em 2015.

Outra aposta da marca é na leveza dos materiais, para promover mais agilidade e movimentação. “Senti o uniforme muito confortável e leve. Para quem disputa provas longas isso é fundamental. Tudo tem que estar muito bem encaixado para não ter problema com bolhas”, afirma Marilson dos Santos, bicampeão da Maratona de Nova York e principal corredor do país em provas longas.

Essa característica também foi destacada pela pivô Clarissa, da seleção brasileira de basquete. “O uniforme está mais leve, com material diferente. Dá mais mobilidade. No basquete isso é importante porque a gente corre, muda de direção, se move bastante”, afirmou a jogadora, que disputou a liga turca na última temporada.

Neste domingo (dia 10), a marca também promoveu a Nike Women Victory Tour, meia-maratona feminina com largada no Sambódromo que cumpriu parte do percurso do evento teste de corrida de rua dos Jogos Olímpicos. Voltando a competir após se recuperar de lesão, Marilson correu parte do percurso como forma de preparação para a Maratona de Praga, que será no dia 8 de maio. 

 

* O repórter viajou a convite da Nike


Notícia Nike COB Uniforme Brasil