Em abril deste ano, a Nestlé anunciou o seu suporte à Copa do Mundo de 2014. Como apoiadora nacional, a empresa fechou a cota para sorvetes e chocolates do Mundial, mas isso não significa que apenas uma marca precisa ser utilizada. Agora, o marketing da companhia estuda a possibilidade de substituir o Nescau.

Dentro do marketing da Nestlé, a Nescau costuma estar associada aos esportes radicais, como aconteceu com a Mega Rampa, evento de skate realizado em São Paulo. A escolha da marca para a Copa do Mundo estava ligado com a gama de produtos que a usam, com sorvetes e chocolates, mas também cereais e barras de chocolate.

Além da abrangência da marca Nescau, a Nestlé justifica a sua escolha graças ao uso já constante no esporte e à tradição do nome da marca de achocolatados, surgido no Brasil na década de 1930. “Nescau é uma marca muito forte, por isso optamos começar por ela”, afirmou o gerente de marketing esportivo da empresa, Danilo Pires.

O limite da Nestlé está no segmento, sempre entre sorvete e chocolates. A empresa, no entanto, ainda não revela qual marca deverá entrar em 2012, e nem se isso acontecerá de fato. Perguntado se poderia ser o sorvete da Leite Moça, uma marca que também abrange outros produtos, Pires apenas afirmou que “é uma possibilidade”.

A Nestlé, no entanto, possui uma ampla gama de produtos do gênero. Só em sorvetes, por exemplo, a empresa usa marcas como Alpino, Charge e La Frutta. A companhia estuda, dessa forma, fazer o melhor uso do seu aporte à Copa do Mundo, que também conta com Itaú e Liberty Seguros como apoiadores nacionais.


Notícia FIFA Nestle Patrocínio Copa 2014