A NBA quer criar um fundo de investimento para comprar cotas de franquias da liga de basquete americana. Adam Silver, principal executivo da NBA, admitiu que a liga planeja formar uma empresa para comprar ações minoritárias das equipes e, assim, valorizar o próprio produto no longo prazo.

O fundo de investimento poderia estar em operação já na temporada 2020/2021, segundo Silver, e permitiria que os investidores fossem acionistas minoritários de várias franquias ao mesmo tempo. A NBA vê nesse projeto uma forma de elevar o interesse das pessoas em se tornarem investidores dos times.

Foto: Reprodução

A ideia é que acionistas minoritários, que não possuem controle sobre a gestão da equipe, consigam fazer dinheiro com a venda de suas participações para o fundo. Isso pode levar mais gente a querer investir e depois revender a participação, o que ajudaria a capitalizar as equipes e dar mais retorno a quem investe, levando a uma onda de investimentos.

"Isso também cria novas oportunidades para quem quer investir em esportes e não apenas por uma razão financeira", acrescentou Silver, em evento do Sports Business Journal realizado nos Estados Unidos. Segundo o comissário, as motivações transcendem a questão financeira, já que o acionista também consegue "prestígio" e a possibilidade de "se envolver diretamente na NBA" ao fazer parte de uma franquia.

A proposta será discutida na próxima reunião de proprietários que será realizada em abril. De acordo com Silver, porém, ela já recebeu apoio de Mark Wan, investidor do Boston Celtics.


Notícia NBA investimento cotas fundos ações estratégia gestão basquete finanças mercado