Barueri recebeu, no fim de semana passado, o NBA3X, evento promovido pela NBA Brasil para difundir o basquete e a liga americana entre brasileiros. O escritório brasileiro conseguiu as presenças de Tiago Splitter, brasileiro que joga no atual campeão, San Antonio Spurs, do americano Danny Green, das cheerleaders do Cleveland Cavaliers, do troféu da NBA, entre outras atrações. Eventos assim representam a aposta da liga para se aproximar do público.

Leia mais
Após fechar com TVs fechadas e rádio, NBA Brasil sonha com canal aberto

“Combinamos basquete e entretenimento, algo que somos reconhecidos no mundo inteiro”, explica James Cannon, diretor comercial da operação brasileira.

Estão confirmadas mais duas etapas nesta temporada 2014/2015, uma no Rio de Janeiro e outra em Vitória, no Espírito Santo. Se tudo der certo, mais um evento será realizado e irá totalizar quatro edições. Em 2013/2014, foram duas. Um ano antes, só houve uma.

A escolha das cidades tem a ver com o tamanho do mercado, mas também com algum vínculo do local com um atleta brasileiro – faz parte da estratégia da NBA Brasil promover nomes como Anderson Varejão, Nenê, Leandrinho e Splitter para fortalecer o basquete no país. Barueri foi onde Nenê começou a jogar, pelo Vasco/Barueri, em 2000. Já Vitória é a cidade natal de Varejão, cuja participação está prevista para aquele evento.

Nos eventos da NBA, a entrada é gratuita, portanto não se ganha dinheiro com ingressos. O município cede a infraestrutura, e cotas de patrocínio são vendidas para empresas. Em Barueri, investiram Oi, Sprite, Adidas e Crocantíssimo. O escritório brasileiro tem liberdade para fechar com qualquer empresa, desde que não conflite com parceiros globais da NBA que tenham atuação no Brasil. Ter uma concorrente da Adidas, por exemplo, é impensável.


Notícia NBA Tiago Splitter Anderson Varejão Nenê