Autor do gol que deu a vitória à Espanha por 1 a 0 sobre Portugal na última terça-feira e classificou sua equipe às quartas de final da Copa do Mundo, o atacante David Villa, que trocou recentemente o Valencia pelo Barcelona, tem aproveitado o principal torneio do planeta para ampliar seu faturamento. O jogador tem um acordo com a rede de restaurantes McDonald’s, que patrocina suas comemorações.

Por conta do acordo com a empresa, Villa celebra gols com os braços abertos e faz com a mão direita um movimento similar ao de um toureiro. É exatamente o mesmo gesto que ele realiza em um comercial da marca, no qual segura na mão direita um copo especial para a Copa do Mundo – o artefato é produzido pela Coca-Cola.

O estilo de comemoração, aliás, causou problema para Villa porque existe uma polêmica na Espanha sobre as touradas. “A única coisa que eu posso dizer é que não tem nenhuma relação com isso. O gesto é um brinde com toda a nação e foi prometido a uma empresa, a um grupo que me apresenta temas de marketing”, disse o atacante à espanhola “TVE1”.

A comemoração de gols é o principal foco da comunicação da Coca-Cola para esta temporada. Todas as ações da companhia relacionadas com a Copa do Mundo têm relação com o momento em que jogadores celebram – a empresa dará até um prêmio ao estilo mais criativo da competição.

O comercial em que Villa faz o gesto é do McDonald’s, mas faz parte de uma campanha da rede em parceria com a Coca-Cola, que criou copos especiais para os restaurantes na Espanha. As duas marcas são patrocinadoras oficiais da Copa do Mundo.

Na Copa do Mundo de 2010, Villa já balançou as redes quatro vezes. O espanhol divide a artilharia da competição com Higuaín, atacante da Argentina, e Vittek, da já eliminada Eslováquia.


Notícia Copa do Mundo McDonald's Coca-Cola Copa 2010