O deputado federal Marcelo Guimarães Filho, de 32 anos, é o mais jovem presidente da história do Bahia. O dirigente foi eleito na última quinta-feira com 193 votos, contra sete de Fernando Jorge Carneiro e um de Rui Cordeiro, candidatos da oposição, e comandará o clube até 2011. Os sócios Jorge Maia, Emanuel Vieira, Ivan Carvalho, Alexandre Teixeira, Mário Silva e Robson Rafael, que inscreveram uma chapa apenas para protestar contra a candidatura de Guimarães Filho, não tiveram nenhum voto. A eleição havia sido suspensa na noite da última quarta-feira, após a concessão de uma liminar pela 2ª Vara Cível em favor do oposicionista Carneiro, que pedia uma intervenção no Bahia por um ano.O nome de Reub Celestino foi sugerido para assumir o clube nesse período. Além disso, Carneiro alegou irregularidades no Conselho Deliberativo para embasar sua ação. A juíza Maria de Fátima Carvalho, no entanto, atendeu apenas ao pedido de suspensão da eleição. A liminar foi cassada na manhã seguinte e o pleito foi confirmado. A guerra jurídica, porém, pode não ter terminado. Todos os candidatos da oposição irão se reunir ainda nesta sexta-feira, dia da posse de Guimarães Filho, para tentar articular outros meios para impugnar o resultado do processo eleitoral. O novo mandatário é filho do ex-presidente do Bahia Marcelo Guimarães, empresário e ex-deputado preso em 2007 pela Polícia Federal por suposto envolvimento em uma organização criminosa especializada em fraudar licitações públicas.


Notícia Gestão