O maior craque brasileiro dos últimos anos vem sendo mais destaque fora do que dentro de campo. Nos últimos dias, isso se acentuou mais ainda com a denúncia de um possível estupro e o consequente ataque feito pelo jogador, que culminou na investigação da Justiça contra ele por crime cibernético.

Para completar, o jogador se machucou no amistoso diante do Qatar, em Brasília, e acabou cortado da seleção brasileira que disputará a Copa América com uma ruptura de ligamento no tornozelo direito.

Com isso, Neymar acabará fora dos holofotes dentro de campo de vez pelos próximos meses, enquanto fora deles segue no foco, inclusive com depoimentos à polícia.

No vídeo abaixo, Erich Beting, CEO da Máquina do Esporte, analisa as recentes crises na carreira do jogador e opina sobre o futuro da "marca" Neymar:


Notícia Neymar marca patrocínio marketing crise gestão de imagem mercado