O Málaga está atrás de um novo patrocinador máster. O motivo é que o site de apostas Marathonbet rescindiu o contrato com o clube espanhol, que ficou em último lugar na LaLiga na última temporada e disputará a segunda divisão em 2018/2019. Uma cláusula dava esse direito à empresa.

Segundo o site espanhol Palco 23, o acordo entre o Málaga e a casa de apostas on-line que opera no Reino Unido e pela Europa desde 1997 teve início na temporada 2016/2017. O patrocinador pagou pouco mais de 1 milhão de euros por ano.

Foto: Reprodução / Twitter (@MalagaCF)

Com a rescisão, o clube espanhol sai em busca de um novo patrocinador máster. O desafio é convencer alguma marca de que a camisa do Málaga pode ser um bom investimento mesmo disputando a segunda divisão do futebol espanhol.

A tarefa, no entanto, não parece ser das mais simples. Entre 2011/2012 e 2014/2015, sem conseguir um patrocinador, o clube estampou o logotipo da Unesco na camisa, em uma tentativa de seguir a fórmula utilizada pelo Barcelona com o Unicef. O problema é que a ideia não foi bem-sucedida, e o clube perdeu cerca de 1,5 milhão de euros por ano durante as quatro temporadas.

Em 2015/2016, para conter o prejuízo, o time desistiu da ideia. Só que, durante toda a temporada, nenhuma marca se interessou em patrocinar o clube. Apenas na temporada seguinte, a de 2016/2017, é que houve o acerto com a Marathonbet.

Um dos trunfos do Málaga pode ser o fato de que o clube, mesmo na lanterna da competição, foi o 13o em termos de audiência na TV paga na última temporada, com média de quase 334 mil espectadores por jogo, de acordo com a LaLiga.

Outro fator que deve ser usado pela diretoria de marketing é a confiança que uma marca como a Nike deposita na equipe. A empresa americana tem contrato com o clube até 2022, e o Málaga corre contra o tempo para usar isso a seu favor.


Notícia Málaga Marathonbet patrocínio desempenho contrato rescisão marketing mercado LaLiga