O Liverpool anunciou na última sexta-feira (8) que obteve um lucro recorde nas contas que contemplam o ano fiscal de 2017/2018. O valor chegou a £ 125 milhões, mas cai para £ 106 milhões após os impostos. Com isso, os Reds são o primeiro clube de futebol a superar a marca dos £ 100 milhões de lucro em uma temporada.

Para se ter uma ideia, o recorde anterior era do Leicester, campeão da Premier League na temporada 2015/2016 e que, na temporada seguinte, obteve £ 92,5 milhões de lucro.

Foto: Reprodução / Twitter (@LFC)

De acordo com o balanço divulgado pelo Liverpool, o faturamento do clube também foi recorde, saltando de £ 90 milhões para £ 455 milhões. Os dois principais motivos para os cofres tão cheios foram a ida à final da Liga dos Campeões da temporada passada, com derrota para o Real Madrid, e a venda do meia brasileiro Philippe Coutinho, que foi para o Barcelona por £ 142 milhões, na segunda transação mais cara da história do futebol, atrás apenas da transferência de Neymar do Barcelona para o PSG.

O clube ainda fez questão de destacar os aumentos com receita de mídia (de £ 66 milhões para £ 220 milhões), receita comercial (£ 17 milhões para £ 154 milhões) e receita com os jogos em si (de £ 7 milhões para £ 81 milhões).

Com relação a patrocínios, foram oito novos contratos assinados durante o ano fiscal de 2017/2018, além de quatro renovados, com destaque para a prorrogação de quatro anos com o patrocinador máster, o banco Standard Chartered, no valor de £ 160 milhões.

Por último, o relatório anual ainda mostrou que as plataformas de mídia social do clube tiveram um crescimento de 14%, levando o total de seguidores em todos os canais digitais para mais de 60 milhões de fãs.

"O que temos visto é uma melhoria estável e sustentada na posição financeira do clube nos últimos anos. Os resultados financeiros flutuam, dependendo dos custos de negociação de jogadores e do momento dos pagamentos, mas o que está claro nestes últimos resultados é o fortalecimento adicional de nossa base financeira, e lucros sendo reinvestidos no plantel e infraestrutura", comemorou Andy Hughes, diretor de operações do Liverpool.


Notícia Liverpool lucro faturamento recorde finanças marketing patrocínio mercado gestão