O Liverpool anunciou, nesta segunda-feira (12), um acordo com a Signature Bespoke, marca de moda sediada na própria cidade inglesa, que passará a produzir as roupas de viagem e passeio dos Reds. O contrato, que não teve os valores divulgados, é válido para a temporada 2019/2020.

Pelo acordo, a empresa fornecerá roupas de duas peças especialmente feitas para a equipe masculina e para os altos executivos do clube, enquanto as mulheres terão à sua escolha duas opções: um terninho com uma saia ou calças sociais com uma camisa.

Os ternos, tanto dos homens como das mulheres, serão em tom cinza-escuro, com o escudo do Liverpool logo abaixo do bolso do lado esquerdo do peito em vinho. O objetivo da Signature Bespoke é aumentar o reconhecimento da marca em seus principais mercados globais, beneficiando-se da visibilidade por meio de campanhas de marketing nas plataformas digitais do Liverpool. A marca ainda promete apresentar peças com design diferenciado para os torcedores em uma loja no Estádio Anfield.

Foto: Reprodução / Site (liverpoolfc.com)

"É fantástico termos a oportunidade de fazer parceria com uma empresa que possui excelente qualidade artesanal britânica e alfaiataria impecável, bem aqui em Liverpool", declarou Billy Hogan, diretor administrativo e comercial dos Reds.

"Como uma empresa independente sediada em Liverpool, estamos incrivelmente empolgados com o fato de um clube de prestígio como o Liverpool FC ter escolhido apoiar nossos negócios, e estamos honrados por ter a oportunidade de demonstrar nossa alfaiataria de luxo sob medida para fãs de todo o mundo", afirmou Mo Adass, proprietário da Signature Bespoke.

O acordo é mais um feito pelo atual campeão europeu para a temporada 2019/2020. Desde o título da Champions League conquistado em 1º de junho, o clube inglês fechou ou ampliou contratos com o banco Standard Chartered, a desenvolvedora de games EA Sports, a montadora automotiva MG Motors, o site de apostas 1xBet e a cervejaria Carlsberg.


Notícia Liverpool Signature Bespoke marketing visibilidade moda alfaiataria roupa mercado