A notícia é antiga. Em agosto do ano passado, a Máquina do Esporte informou que a LaLiga havia decidido levar um jogo da primeira divisão do Campeonato Espanhol para fora do país, mais especificamente para os Estados Unidos. O objetivo principal era internacionalizar a marca e chegar ao mercado americano, considerado primordial para a desejada expansão.

A ideia, no entanto, caiu por terra por conta de diversos "nãos" recebidos e opiniões contrárias de todos os lados, inclusive de atletas e clubes. Até o presidente da Fifa, Gianni Infantino, deu o seu pitaco e criticou a iniciativa. No fim das contas, a partida, que seria entre Barcelona e Girona, nunca saiu do papel.

LEIA MAIS: Análise: "Ganhar o mundo" pode custar caro

Agora, mais de um ano depois, o jornal El Confidencial divulgou que haverá uma segunda tentativa. Dessa vez, o jogo escolhido foi Villarreal x Atlético de Madrid, no dia 8 de dezembro. O local: o Hard Rock Stadium, em Miami, que está se especializando em ser anfitrião de diversos esportes. Além de ser a casa do Miami Dolphins, da NFL, recebe o Masters 1000 de Miami, no tênis, e ainda receberá uma prova de Fórmula 1 a partir de 2021.  

Foto: Reprodução / Site (nflnews.org)

De acordo com a publicação, já existe um acerto entre os dois clubes e a LaLiga para levar o jogo aos Estados Unidos. O vice-presidente do Villarreal, José Manuel Llaneza, teria, inclusive, se reunido nesta semana com a entidade que organiza o Campeonato Espanhol para discutir detalhes, entre eles a possibilidade de reembolsar os torcedores do clube que compraram pacotes no início da temporada e não terão a partida em seu estádio para assistir.

"Tanto nós quanto o Atleti concordamos em jogar em Miami, mas eu gostaria que este fosse um acordo consensual de todos. Gostaria que houvesse um acordo consensual, porque acho que levar a LaLiga ao exterior seria bom para todos. Espero que desta vez se concretize", declarou Fernando Roig, presidente do Villarreal, ao programa de rádio El Transistor.

Mesmo com a anuência dos clubes, a situação parece ser idêntica à do ano passado, quando a grande questão foi a não autorização da Federação Espanhola de Futebol (Rfef) e a desaprovação da Fifa. Nos bastidores, Villarreal e Atlético de Madrid, junto à própria LaLiga, trabalham para modificar o cenário dessa vez. Se isso vai acontecer de fato, apenas o tempo poderá dizer.


Notícia LaLiga internacionalização marca marketing expansão mercado americano Miami Hard Rock Stadium Villarreal Atlético de Madrid