No ano em que completa sua edição de número 90, a LaLiga estreia a nova fase de um plano traçado há cerca de cinco anos para ser uma referência mundial de entretenimento. A transmissão do jogo de abertura, entre Athletic Bilbao e Barcelona, terá câmeras com imagens de qualidade de cinema, a trilha sonora tocada antes das transmissões é composta pelo vencedor do Emmy Lucas Vidal e, dentro de campo, alguns dos principais jogadores de futebol do mundo tentam fazer lembrar que a competição pode ir além dos favoritos de sempre, o Barcelona e o Real Madrid.

LEIA MAIS: Análise: LaLiga é melhor exemplo para o Brasil

As novidades são parte de um investimento pesado para desenvolver o Campeonato Espanhol como produto. Na edição deste ano, as entradas de Puma e Budweiser como parceiros globais da competição reforça a estratégia que coloca metas financeiras para os times que investirem mais em encher estádios, ter o gramado em qualidade impecável, promover um bom espetáculo para a TV e divulgar a LaLiga.

Foto: Divulgação / LaLiga

"Nossos concorrentes são quaisquer produtos de entretenimento que possam tirar a atenção do torcedor da LaLiga. É uma série da Netflix, a Fórmula 1 nos domingos pela manhã, o Campeonato Inglês ou a NBA num jogo à tarde", afirmou Albert Castelló, responsável por comandar o escritório da liga espanhola no Brasil.

Neste ano, pela primeira vez a entidade baterá € 2 bilhões de faturamento com a venda de direitos de transmissão. O maior responsável por isso é a MediaPro, que comprou os direitos internacionais da liga, pagando por isso € 897 milhões. A empresa também começará a vender pacotes de transmissão exclusivos para bares e restaurantes, mercado que a liga afirma ter 40% da audiência do futebol.

Foto: Divulgação / LaLiga

O acréscimo do dinheiro da TV faz a LaLiga chegar mais próxima da meta de ter um faturamento anual de € 4,5 bilhões. Nessa conta, estão a arrecadação com patrocínios, vendas de produtos licenciados e mídia. Para essas receitas crescerem, porém, a aposta está na promoção do campeonato em escala global.

Por isso, as entradas de Puma e Budweiser tornaram-se estratégicas. Até agora, a marca de material esportivo foi quem mais colaborou. Para anunciar a bola que será usada dentro de campo, a empresa alemã adotou o conceito "coração da LaLiga", criando um vídeo com astros patrocinados por ela que estão no campeonato, como Luis Suárez e Antoine Griezmann, influenciadores globais e a trilha sonora que passará a ser adotada como hino do torneio, representando as batidas do coração de 90 crianças que ainda vão nascer, simbolizando os 90 anos da LaLiga.


Notícia LaLiga produto estratégia marketing patrocínio mercado entretenimento Puma Budweiser Netflix NBA Premier League